Posts

Showing posts from September, 2011

Volta às aulas.

Achei que não retornaria para um banco de faculdade tão cedo, mas cá estou eu depois de quase 5 anos de formada retornando à faculdade.
Esta semana comprei livros, fichário, estojo, papel, imprimi os horários das aulas. Tudo organizado para amanhã.
O problema até agora é lidar com a ansiedade e os medos que povoam a minha mente e me deixou com insônia por alguns dias. Medos como: não dar conta de ser estudante em tempo integral e as responsabilidades de ser esposa e administradora do lar. =)
Sem o apoio do meu marido sei que não conseguiria nem cogitar a idéia de voltar às aulas. Será um tempo de grande readaptação, mas sei que valerá a pena no futuro.
Hoje pela manhã quando retornei da igreja ele tinha comprado um buquê de flores, um gesto para me dizer boa sorte com a faculdade. Ele não tem idéia do quanto este pequeno gesto confortou o meu coração...
Volto depois para contar como foi a primeira semana de aula.

Você tem medo de que?

Não é preciso morar em São Paulo para saber o quanto a cidade é violenta. Crimes dos mais variados tipos, nas mais variadas horas do dia ou da noite. É uma preocupação constante na cabeça de todos os paulistanos. Lembro-me de sempre agradecer a Deus por chegar em casa e todo mundo estar bem, pois foi mais um dia segura na loucura daquela cidade.
Apesar de morar na periferia de São Paulo, em um dos lugares mais violentos da cidade, nunca tinha presenciado durante os 25 anos que morei lá nenhum crime. Não sabia nem distinguir o barulho de um disparo de arma. Sempre havia no bairro boatos de tarados atacando mulheres, assaltos, etc, mas fui imune a esta loucura até uns meses antes de vir para os EUA.
Estava eu, escutando música com o fone de ouvido no celular (e não era nada muito caro, um nokia qualquer), quando um cara numa motocicleta faz meia volta na rua e para de frente pra mim, aponta uma arma e pede o celular.
Na hora eu só pedi para ele ficar tranquilo, que eu tinha que colocar a m…

Viagem ao passado... você está preparada para uma?

Esta semana estava organizando os arquivos no meu novo laptop e ao terminar de copiar os arquivos do meu HD de backup, resolvi dar uma olhada num estojo de CD's que há muito tempo não mexia.
Comecei com os CD's de foto, e foi uma deliciosa surpresa encontrar rostos e lugares que não vejo há muito tempo.
Junto com as fotos vieram uma avalanche de memórias que trouxeram um sentimento maravilhoso de alegria e saudosismo. Muitas das pessoas que estavam naquelas fotos mal falam comigo hoje, mas foram pessoas importantes em diferentes momentos e fases da vida e por isto mesmo, foi bom revê-los e lembrar com carinho de momentos que compartilhamos.
A minha maior surpresa aconteceu quando peguei os CD's de músicas. Sou do tipo de pessoa que tem memória musical. Pessoas, lugares, situações... sempre acabo associando com uma música diferente.
Estava copiando algumas músicas quando encontrei um CD que não tinha título, nem sabia o que era, nem quem tinha me dado... era um CD cheio de mús…

Saindo da zona de conforto

Foi preciso sair da  zona de conforto (nem tão confortável assim) há 4 anos e meio para realizar um sonho de menina: conhecer o mundo. O mundo que eu conhecia era São Paulo, cidade maluca, com muito trânsito, pouca segurança, muito trabalho, pouca diversão, nenhuma praia.
Muitos dos que me conheciam diziam que eu era corajosa, sair do conforto da Pátria amada para desbravar o mundo frio dos americanos. Pra ser sincera não era bem coragem o que eu tinha, mas sim um desejo imenso de realizar. Um desejo que cresceu mais ainda no dia que alguém me disse: "você não vai conseguir".
Cheguei,  instalei-me em New Jersey e fui feliz por longos 8 meses. Estava contente com o meu mundo nos subúrbios de New Jersey, perto de NYC, planos mil para o ano seguinte, quando fui forçada novamente a sair da minha zona de conforto.
Não queria mudar. Não queria mexer em nada, tudo estava tão perfeito, tão bom! Tive a escolha, a difícil escolha de continuar ali no mundinho Newjersiano, voltar para o me…

A diferença cultural...na cozinha

Lembro-me que muitas pessoas me perguntaram como eu e o meu marido lidávamos com as diferenças culturais. Ele europeu, eu brasileira morando nos Estados Unidos.
Na verdade nós nunca tivemos problemas de adaptação, mas lembro que no início do namoro eu vivia emburrada e encucada com as coisas que ele me dizia. Não por dificuldade no idioma, mas porque como boa brasileira ficava a todo momento tentando achar o "por entre linhas" ou "o que você realmente quis dizer com isto". Foram bons meses para entender que o que era dito era aquilo e ponto final.
Como cristãos e com fortes valores familiares, mesmo crescendo em continentes diferentes temos muita coisa em comum, e às vezes a cultura americana parece bicho estranho pra gente.
Agora uma coisa que é uma diferença cultural quase gritante acontece na cozinha. Morando há 4 anos e meio por aqui já peguei o hábito de comer apenas cereal de manhã com leite, ter um almoço leve e um jantar mais caprichado. Também aprendi a uma…

Golden Gate Bridge

Image
Dá para falar em San Francisco e não pensar na Golden Gate Bridge? Impossível! É uma das pontes mais famosas  do mundo, com uma vista maravilhosa e engenharia revolucionária (pelo menos na época em que foi construída em 1937).

Sempre tive muita vontade de conhecer San Francisco e de atravessar aquela tão famosa ponte vermelha, que tinha visto em filmes e fotos. Você pode ler muito sobre o assunto, ver duzentas milhões de fotos, mas nada se compara em estar frente a frente e poder pisar na Golden Gate.
De lá você tem uma vista maravilhosa da cidade de San Francisco e também de Alcatraz. Você pode cruzar a ponte à pé, de bicicleta ou de carro.

Há um grande estacionamento no Visitor Center, que fica antes da entrada do pedágio, só que você precisa pagar para estacionar e há limite se não me engano de 2 horas. Este estacionamento fica looootado, principalmente nos meses do verão e aos finais de semana. Um dos motivos é que se você cruzar a ponte, você terá que pagar um pedágio para voltar pa…