Você tem medo de que?

Não é preciso morar em São Paulo para saber o quanto a cidade é violenta. Crimes dos mais variados tipos, nas mais variadas horas do dia ou da noite. É uma preocupação constante na cabeça de todos os paulistanos. Lembro-me de sempre agradecer a Deus por chegar em casa e todo mundo estar bem, pois foi mais um dia segura na loucura daquela cidade.
Apesar de morar na periferia de São Paulo, em um dos lugares mais violentos da cidade, nunca tinha presenciado durante os 25 anos que morei lá nenhum crime. Não sabia nem distinguir o barulho de um disparo de arma. Sempre havia no bairro boatos de tarados atacando mulheres, assaltos, etc, mas fui imune a esta loucura até uns meses antes de vir para os EUA.
Estava eu, escutando música com o fone de ouvido no celular (e não era nada muito caro, um nokia qualquer), quando um cara numa motocicleta faz meia volta na rua e para de frente pra mim, aponta uma arma e pede o celular.
Na hora eu só pedi para ele ficar tranquilo, que eu tinha que colocar a mão dentro da minha jaqueta para pegar o celular, assim que entreguei pra ele, foi embora e eu fiquei ali, indignada...
Minha mãe sempre aconselhou a entregar o que fosse para o assaltante, morria de raiva, mas tinha até um dinheiro separado na carteira "para entregar para o ladrão". Sério mesmo. Eram uns 20 reais eu acho que não podia usar para nada, para entregar para o ladrão em caso de assalto, pois na teoria da minha mãe, se ladrão não acha dinheiro pode ficar com raiva e fazer alguma maldade com você.
Nem preciso dizer que hoje em dia eu não tenho mais este dinheiro reservado para o ladrão na carteira né?
Graças a Deus a segurança aqui é um dos fatores que faz a vida neste lugar valer a pena. Apesar que eu saí de São Paulo, mas São Paulo nunca saiu de dentro de mim, e eu continuo tomando cuidado como por exemplo, trancando a porta do carro, não deixando nada a vista, porque "gente ruim" tem em todo lugar do mundo.
O pessoal aqui como nunca viveu num ambiente inseguro às vezes exagera na falta de cuidados com a segurança. De não trancar portas de carro ou da casa, de andar por aí usando laptop, ipads e afins em tudo quanto é canto, desde o metrô até praça pública.
O que tenho infelizmente percebido nos noticiários são crimes que costumavam ser comuns em São Paulo, parece que chegaram por aqui... assalto de jóias no metrô - sim, saiu na televisão que as pessoas não deveriam sair por aí mostrando jóias, principalmente de ouro -, sequestro relâmpo, que infelizmente resultou em morte de uma pessoa em San Jose, cidade aqui próxima, fora os inúmeros casos de morte e acidentes com balas perdidas em uma região daqui que eu comparo como a do Capão Redondo em São Paulo - Oakland. Todos os dias no jornal, a gente vê notícia de algo que aconteceu nesta cidade, geralmente briga entre gangues e tiroteiro que acabam tirando vida de inocentes, inclusive crianças.
É algo que sempre falo para o meu marido, podem me chamar de paranóica, mas eu quando vou abastecer o meu carro, eu tranco a porta e levo a chave, ando sempre com a porta do carro trancada, não abasteço jamais o carro à noite, sempre olho quando ando em estacionamento e se saio para caminhar sozinha, o meu ipod está sempre com o volume alto o suficiente para que ainda consiga escutar os barulhos ao meu redor, porque infelizmente onde há seres humanos, há a possibilidade da violência acontecer.

Comments

  1. Paulistana, eu tb sou de SP capital e sei exatamente do que vc estah falando. Gracas a Deus eu nunca fui assaltada. Sou como vc mega desconfiada mas com tudo o que jah ouviu eh natural agirmos assim. Minha familia ainda mora lah, entao me preocupo com eles. Pois eh, onde ha ser humano, ha maldade mesmo que nao com muita frequencia, te triste saber que a violencia estah aumentando aih tambem...soh Deus para nos guardar!! Beijos!

    ReplyDelete
  2. Paulistana, a violência das cidades grande é algo que realmente sempre me preocupou. Tbm de SP, a gente já cresce como gato escaldado né rsrs mesmo que nada tenha acontecido, estamos sempre preparados para algo. Tbm tive meu celular roubado, por dois pivetes! Eu não faço idéia do que é morar em cidade grande no USA, mas morei em Cleveland, que não é dos lugares mais seguros, aliás, é um dos mais violentos! Aqui em Ann Arbor a criminalidade é hiper baixa, não têm nenhum homicídio desde 2008 (1 homicídio), e mesmo assim não tenho a sensação de segurança que o pessoal por aqui tem. Tomo as mesmas precauções q vc, e ainda ando com um spray de pimenta na bolsa ;) Namorido me chama de neurótica, nem ligo! rsrs Bjuss

    ReplyDelete
  3. Vc tem toda a razão de ser precavida, e é certo de q onde há gente há violência... muito triste, isso. Já ouvi falar que Oakland é bem perigosa, é triste ver a criminalidade crescendo. Eu moro no subúrbio do Rio, longe de tudo, então sempre tenho q encarar longos trajetos para tudo, mas graças a Deus nunca nada aconteceu comigo. Já vi e ouvi muito tiroteio nessa vida, e é até engraçado, às vezes tem tiroteio e as pessoas continuam andando normalmente como se nada estivesse acontecendo! aliás, o Rio é cheio de morro e de favela até nos bairros mais ricos, então nem mesmo os mais ricos estão seguros - eles estão tão vulneráveis quanto qualquer um aqui. Mas apesar de tudo, tenho notado a cidade mais segura com as tais UPPs, já ouviu falar? até mesmo meu namorado se sentiu seguro aqui nas 3 vezes q ele veio, uma delas ele passou dois meses, e indo de trem e ônibus até o centro, q é longe, nada aconteceu com ele (olha q ele andava com uma baita cãmera fotográfica). Graças a Deus!!! mas essa sensação de insegurança é muito triste, e a melhor coisa é ser prcavida mesmo, pois a maldade está em todo o lugar.
    Já aí nos EUA eu tive uma experiência com violência em DC (lá é bem famoso pela criminalidade, né?). No primeiro dia q cheguei lá, bem no meio de Chinatown, ponto turistico e badalado da cidade, estava um corpo estirado, cheio de sangue, tinha sido morto a tiros e a polícia estava em volta. Esse dia achei meio tenso, mas depois me senti mais segura andando pela cidade.
    Que o Senhor te guarde sempreaonde quer q vcs forem! :)

    ReplyDelete
  4. Meninas, realmente só Deus para nos guardar do mal onde quer que estejamos!
    Tacia: eu ainda fico preocupada com a minha família e fico pensando como eu vou encarar a violência quando for novamente para o Brasil com o marido...
    Aline: Eu morava em New Jersey era uma paz só, mas eu ficava com medo do mesmo jeito. O meu marido disse que ia comprar um spray de pimenta pra mim e um baseball bat pra eu colocar do lado da cama, pois às vezes ele tem que viajar. O povo me chama de paranóica mas nem ligo! Melhor prevenir do que remediar!!!
    Caliane: eu fui pra DC e me disseram pra não andar por lá a noite pois é barra pesadíssima! Vi muito policial pela cidade e graças a Deus não vi nada disto!
    Eu estou acompanhando a "limpeza" que estão fazendo no Rio, bom saber de alguém que mora lá que está dando certo... ai só fica a pergunta, porque demorou tanto pra acontecer?!
    Morro de vontade de conhecer o Rio, mas confesso que tenho medo da violência, acho que com os eventos da Copa e Olimpíadas, muita coisa vai melhorar!!
    E sim, Oakland é terrível, eu não vou lá nem que me paguem!

    ReplyDelete
  5. Só com eventos grandes de repercussão mundial para o governo tomar vergonha na cara e roubar menos, né?
    O problema também é q a cidade é muito visada, aí qualquer coisa que acontece já cai na mídia.
    Minha mãe diz demorou um pouco para decidir se ela se mudaria para o Rio (nasci em Natal), ela tinha medo da violência q ela ouvia tanto falar. Mas hj em dia ela diz, aqui ela se sente até mais segura q em Natal, é q a mídia não perdoa e gera pânico nas pessoas... rsrsrs. Já estive em várias cidades do nordeste, em algumas delas me senti muito mais insegura do q aqui. Uma vez fui a Salvador pra um congresso, e todos do congresso foram assaltados. Me sentia insegura na cidade toda, o que era uma pena, tão bonita. Recife também é outra cidade bem tensa com relação a assaltos. Quando estive lá, vi um banco e um mercado sendo assaltados. Minhas tias também contavam cada coisa de lá...
    Na verdade a questão da violência é difícil julgar, só estando no lugar mesmo para vc ter sua experiência, pq muitas vezes a mídia exagera, e acaba q cada um tendo uma experiência diferente, né. Eu sempre ouvia falar do perigo de Salvador através de amigos q foram, mas eu quis ir mesmo assim. Sou temerária! rsrsrs acho bom conhecer para pra quem tem coragem! rsrs

    ReplyDelete

Post a Comment

Deixe seu comentário, dúvidas, sugestões ou perguntas para a Paulistana na Califórnia!
Seu comentário será lido e respondido assim que possível!
Obrigada!!

Popular posts from this blog

É legal viver ilegal nos EUA?

...

O dia que a professora de espanhol quase enfartou em classe