Eleições presidenciais em San Francisco

Domingo estava um dia lindo em San Francisco. Um pouco quente demais para o meu gosto, mas o dia perfeito de verão - comuns nos meses de setembro/outubro aqui na região.
Acordei super animada para ir para o Consulado votar e fui pra lá sem pressa alguma pois achei que seria bem movimentado mas tranquilo.
Estacionei na estação de metrô mais próxima de casa e fui para o centro de San Francisco de BART, já que tem uma estação bem próxima do consulado. Eu e o meu marido fomos caminhando tranquilamente, até eu chegar na rua próxima do consulado e ver a fila G-I-G-A-N-T-E que dava volta no quarteirão!
Era mais ou menos meio dia e o meu marido falou para eu desistir, mas não tinha como! Já estava ali! Tentei animá-lo dizendo que o ato de votar em si não demora mais do que alguns segundos e lá fomos para a fila... 1h30min depois nós conseguimos entrar no prédio para pegar o elevador e ir até o terceiro andar, onde fica o consulado. A fila era para entrar no prédio e eles foram bem organizados para as pessoas entrarem e saírem dos elevadores. As pessoas estavam animadas, todas pareciam não se incomodar tanto com a fila, batendo papo e fazendo amigos de infância durante a espera...
Chegando dentro do consulado haviam várias "seções", mesas com as urnas eletrônicas. E só havia uma pessoa na minha frente. Infelizmente o meu marido não pôde entrar, ele estava super curioso para ver as urnas e como funcionava o voto.
Acho que fomos a nossa costa foi a última zona a ser fechada e apurada, junto com Vancouver por causa do fuso horário, por isto na volta para casa a maioria dos votos já haviam sido apurados e eu desacreditei totalmente nos resultados que via... ainda não consigo entender como as pessoas gritam e protestam e pedem mudanças mas na hora de fazer algo de concreto para mudar a situação nada muda!  Mas não vou discutir política por aqui. Dia 26 de outubro tentarei fugir da fila, mas estarei mais uma vez presente para fazer a diferença para o meu querido país.
O meu marido queria muito comer comida brasileira mas imaginamos que a maior parte dos brasileiros naquela fila iriam acabar em um ou outro restaurante brasileiro da cidade, então decidimos caminhar até o Ferry Building que tem vários restaurantes e barraquinhas. Gosto tanto da praça em frente ao Ferry Building, tem uma feirinha hippie com várias coisas interessantes para se ver: pinturas, roupas, bijuterias, lembrancinhas... o meu marido comprou uma torta e eu comi um sanduíche do lado de fora olhando as balsas e a movimentação e ouvindo português por todos os cantos também :-).
Antes de ir embora fomos até o pier 7, um dos meus lugares favoritos da cidade, posso ficar lá por horas a fio, mas o calor estava tão grande que tomamos um sorvete e retornamos para casa exaustos!

Fila para votação em San Francisco

Ferry Building - San Francisco

Em frente ao Ferry Building San Francisco
Pier 7 - San Francico (um dos meus lugares favoritos)
Transamérica Building visto do Pier 7 - San Francisco


Acompanhando a apuração dos votos presidenciais pelo telefone 99% concluído (vermelho-Dilma, azul-Áecio, amarelo-Marina)

Comments

  1. Eu sou do interior de SP e me mudei de pra SP quando tinha 18 anos e, enquanto ainda morava no Brasil, nunca transferi meu voto. Então, para mim, dia de eleição tem aquela nostalgia de voltar pra casa ( eu ainda votava na escola que fiz o prezinho!!!), reencontrar todos os amigos de infância na fila de votação, colocar as notícias em dia. Aí mudei de país, perdi as 2 últimas eleições e, finalmente, esse ano, transferi meu voto. Devo confessar que fui pro local da votação torcendo por uma filinha pra rever ( ou conhecer) a brasileirada que mora aqui e tal. E, adivinha? Não tinha fila nenhuma!!! Eu era a única pessoa votando naquele horário (o fato da minha zona eleitoral ser uma das menores do mundo, com pouco mais de 100 eleitores contribuiu pra isso). Nem se importaram do meu marido entrar na sala comigo ( mas não perto da urna),´já que, como o seu, ele estava curiosíssimo pra ver como funciona. Quanto ao resultado ainda não consigo acreditar que a composição do Congresso ficou ainda pior do que já era!!! Mas fico com a consciência tranquila de ter feito a minha parte e ter podido votar ao menos pra presidente.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi!
      Antigamente eu passava pela mesma experiência que você, votava na escola onde estudei e sempre encontrava os antigos amigos e colegas e colocava a fofoca em dia!
      Uma pena que você não encontrou ninguém na fila de votação, seria uma boa oportunidade para encontrar as pessoas que moram próximas de você! Espero que da próxima vez você tenha mais sorte!
      Vamos ver o que vai acontecer no dia 26!

      Delete
  2. Os expatriados votaram em Aécio. Até os expatriados estão ajudando um povo que nao se ajuda porque prefere viver à base de bolsas. Eu tb curto uma bolsa, mas vagabundagem tem limite rs. #falomermo

    K!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Tá certa Bah! Pior que está um barraco na internet por causa de política, o povo defendendo seu candidato com unhas e dentes...

      Delete
  3. Eliana, acompanhei em vários sites de notícia sobre as filas para brasileiros que moram no exterior. Me deu uma pontinha de orgulho em saber que mais e mais pessoas, mesmo longe do Brasil, estão se envolvendo politicamente. Assim como vc, desacreditei no que ví nas apurações... Bjsss

    ReplyDelete
    Replies
    1. Era este o sentimento das pessoas na fila sabe, de que estavam ali fazendo a parte delas para melhorar o Brasil. Por isto que eu nem reclamei da fila, deu orgulho mesmo... agora vamos torcer para as coisas serem melhores no segundo turno!

      Delete

Post a Comment

Deixe seu comentário, dúvidas, sugestões ou perguntas para a Paulistana na Califórnia!
Seu comentário será lido e respondido assim que possível!
Obrigada!!

Popular posts from this blog

É legal viver ilegal nos EUA?

...

O dia que a professora de espanhol quase enfartou em classe