A Bolha do Vale do Silício...

Sempre digo ao meu marido que nós vivemos numa bolha, afinal, as características econômicas, sociais e culturais daqui não dá para comparar com outras regiões da Califórnia, quem dirá dos Estados Unidos.
Às vezes recebo emails de pessoas que querem saber um pouco mais sobre como é a vida aqui, custo de vida, se vale a pena pegar uma passagem e "vir tentar a vida" por aqui. Esta é uma pergunta tão, mas tão difícil de responder... depende de tanta coisa, depende tanto da pessoa, do que ela quer, de como vive, de como consegue se adaptar...
O que sempre digo é que a realidade aqui não é tão cor-de-rosa como as pessoas pintam. A televisão brasileira ainda vende demais o sonho americano, que infelizmente, tem morrido até mesmo para muitos americanos. E é preciso tomar muito cuidado com o que se lê por aí na internet e do "amigo do tio do primo do vizinho do meu cunhado", porque existem pessoas bem sucedidas aqui sim, brasileiros que encontraram o seu lugarzinho ao Sol possuem uma boa vida, mas muita gente esconde a realidade dura de se viver aqui e só "compartilha" nas redes sociais o glamour de sábado à noite, ou aquela viagem maneira que fez depois de ter trabalhado quase 80 horas em 3 empregos diferentes pra poder pagar o aluguel do quarto compartilhado com mais 8 pessoas. Pessoalmente conheci uma menina que passou fome, mas dizia para a família e para os amigos no Brasil que estava tudo bem, e as fotos da página dela mostravam uma vida que era longe de ser a verdadadeira...
Não mato os sonhos de ninguém. Pra mim impossível é uma palavra que a gente impõe pra nós mesmos, ou então colocamos como desculpa para não correr atrás de um sonho. Pra muita gente, eu estar aqui hoje era algo impossível. Não foi algo que aconteceu do dia para noite também, tive que passar os meus perrengues para chegar onde cheguei e sou grata a Deus pelas oportunidades e pelas decisões que tomei - muitas vezes contra a maré - pois todas juntas foram importantes para chegar onde cheguei.
Achei interessante que dois canais de notícias esta semana mostraram uma realidade pouco conhecida daqui. A crescente população de moradores de ruas. E ao contrário do que se imagina, estas pessoas não são pobres coitados, ou bêbados ou drogados, são trabalhadores assalariados em sua grande maioria, pessoas que ainda trabalham mas não conseguem pagar os preços rídiculos dos aluguéis daqui...
Uma coisa que tem aumentado muito são as pessoas pedintes, sabe aquelas pessoas que páram no farol para pedir alguma coisa, segura uma plaquinha? Pois é... eu achei que nunca veria estas coisas por aqui, afinal estou em um país do primeiro mundo, no lugar mais rico do país e mesmo assim a realidade é bem outra...
Por isto, se você quer tentar a vida por aqui pesquise muito, muito mesmo.... planeje-se, guarde dinheiro... a qualidade de vida aqui é boa, mas a vida não é fácil, nem para os americanos quem dirá para os imigrantes que precisam começar do zero?
Abaixo as duas reportagens em português sobre o desmantelamento de um acampamento sem-teto em San Jose, o coração do Vale do Silício

Reportagem 1 sobre o desmantelamento do acampamento sem-teto em San Jose
Reportagem com vídeo sobre acampamento de sem-tetos em San Jose


Comments

  1. Achei interessantíssimo esse post porque as pessoas tendem a florear demais a vida no exterior e acabam iludindo outras pessoas a achar que tudo é fácil e a vida é maravilhosa. Mas fiquei também surpresa pelas coisas que vc disse. Assim como fiquei surpresa de saber que existe homeless people no Canadá. Mas de todas as formas ainda são realidades bem diferentes.
    Beijos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Triste mesmo Paula. Aqui a qualidade de vida é bem melhor, mas não significa que não tem pobreza e que a vida é fácil. Mas é claro que é um lado que ninguém fala, até os americanos querem esconder debaixo do tapete.

      Delete

Post a Comment

Deixe seu comentário, dúvidas, sugestões ou perguntas para a Paulistana na Califórnia!
Seu comentário será lido e respondido assim que possível!
Obrigada!!

Popular posts from this blog

É legal viver ilegal nos EUA?

...

O dia que a professora de espanhol quase enfartou em classe