Tudo junto e misturado...

Estou aqui há meia hora tentando decidir o que escrever. Idéias não faltam, mas sabe quando está tudo junto e misturado na sua cabeça? Pois bem, a minha está assim. Então vamos por partes...

Esta semana foi o famoso Fleet Week aqui em San Francisco e apesar de ter feito mil planos, decidimos ficar em casa arrumando papelada, fazendo lição de casa e apenas relaxando. Tivemos a oportunidade de ir em um restaurante mexicano que nunca tinha ido antes e adorei a comida, o arroz com feijão lembrou muito a comida brasileira, estava uma delícia. Hoje fomos passear num parque a beira da baía, apesar de estar totalmente despreparada (com o sapato errado, com bolsa pesada e sem óculos escuros) foi uma delícia. Adoro estes pequenos momentos em que posso caminhar de mãos dadas com o meu marido e esqueço do resto do mundo.

Esta semana começa a terceira semana de volta às aulas. Pela primeira vez em 4 trimestres que estou normal. Não estou estressada com os trabalhos, provas, aulas, colegas, professores. Organizo-me cada dia para fazer lições de casa, estudo, dou o meu melhor mas jamais deixo de passar um tempo com o meu marido, batendo papo com um amigo pelo telefone ou através de chat, e principalmente cuidar da minha saúde, porque estas coisas tem prioridade número 1 na minha vida.

E por falar em aulas, este trimestre estou tendo aula de "Gerenciamento de Stress". É isto mesmo que você leu. Faz parte das matérias de conhecimentos gerais e acho que chegou em boa hora. Tive apenas algumas aulas, mas o que eu já li e pesquisei sobre o assunto dá até medo. Medo porque estamos detonando a nossa saúde com stress muitas vezes desnecessários. E eu descobri que fico extremamente estressada no trânsito e tenho tentado controlar isto. Combater stress não é bicho de sete cabeças, na verdade é algo bem simples mas como é simples a  gente acredita que não deve funcionar, mas funciona. Tenho colocado em prática e tem funcionado.

Aliás, tenho tentado mudar a minha visão sobre a vida, sobre mim mesma. Viver de forma mais contente, mais otimista. E sabe o que eu descobri? Parece que pessoas otimistas irritam os demais. Porque não é normal você dizer que está se sentindo bem, mesmo que esteja com uma pilha  de problemas. Porque parece que as pessoas, até aquelas que se intitulam "amigos" parece que ficam esperando você chegar com uma lista de reclamações e insatisfações. Acho que é uma questão de empatia sabe. Uma destas "amigas" achou que eu estava com raiva dela só porque eu parei de conversar com ela todo dia assuntos fúteis, depressivos, parei de reclamar e principalmente de escutar as fofocas dela. A gente aprende a lidar com isto e se eu ficar com menos "amigos" por causa desta minha atitude de vida, só mostra que eu estava enganada em chamá-los amigos.

Mesma coisa quando você diz que está fazendo reeducação alimentar e se exercitando para emagrecer e ter uma vida mais saudável. Lógico que eu quero emagrecer, mas quero acima de tudo saúde. Aí o povo diz que você está bitolando demais com o assunto, que comer um docinho aqui e ali não faz mal e que amanhã você volta para a dieta. Dá medo. Então eu to dando o meu melhor para ser melhor e recebo o apoio de quem me ama de verdade. Lição nova aprendida: nem tudo que fazemos ou sentimos devemos sair contando por aí...

Estava lendo esta semana no site do uol (porque sim, eu moro nos EUA mas leio as notícias do Brasil todos os dias e sou às vezes melhor informada do que as pessoas que moram no Brasil...) de que haveria uma reunião entre diplomatas brasileiros e americanos para discutir questões diplomáticas (dãã) e um dos assuntos em pauta é a eliminação do visto de turista para ambos. Não acredito que isto vá acontecer, por mil e uma razões. ESte assunto só está sendo discutido porque os americanos querem ir para a Copa e as Olimpíadas no Brasil e não querem passar pela burocracia e gasto com vistos (como nós temos que fazer). Já vi entrevista de americanos para obtenção de visto no Consulado de San Francisco e tive vontade de dar risada. É praticamente um bate-papo camarada de 2 minutos e o visto sempre é concedido. E quem já passou pelo consulado dos EUA no Brasil sabe o terror que é aquele lugar (o de São Paulo seria cenário digno de filme de terror) e Deus me abençoe pra que que jamais precise colocar meus pés naquele lugar. Não acredito que aconteça nada em relação a isto, mas vamos ver. Os EUA parece que virou o novo Paraguai. Só fico curiosa pra saber onde o povo acha tanto dinheiro para gastar aqui, já que vivem reclamando no Brasil que a coisa tá preta. Vai entender...

Outra coisa engraçada que presenciei esta semana foi um casal de namorados brasileiros chegaram aqui na área e me encontraram através de um site de encontros, o meetup. Eu como boa menina, respondi o email enviado pela brasileira e logo de cara ela me pede pra adicionar no facebook. Sorry. E aí papo vai papo vem e ela veio com o velho "American Dream" de que em poucos meses em que estará aqui com o visto de turista, ela vai encontrar um trabalho que irá trocar o visto dela para visto de trabalho. Gente, será que o povo não assiste ou procura se informar sobre a economia americana antes de vir pra cá? Claro que há possibilidades disto acontecer e foi o que disse pra ela, mas a não ser que ela tenha uma habilidade excepcional para ser empregada na frente dos milhares de desempregados que possuem residência ou são americanos. E aí a pessoa quer que você pegue na mãozinha dela e mostre todos os truques, caminhos, dê dicas, conselhos, etc. Eu sou da opinião que se você não consegue ser auto-sustentável e procurar por si informações que lhe interessa, talvez você não seja a pessoa indicada para tentar morar em um outro país, porque aqui muitas vezes você contará apenas com Deus e a sua boa vontade para resolver as coisas.

Quando eu tiver mais tempo e as idéias da cabeça se organizarem melhor, volto para contar a minha experiência como aula universitária aqui nos EUA.

Boa semana para todas!

Comments

  1. Nossa, agora pra comentar to igual voce, tudo junto misturado hahahahaha. Nao sei nem por onde comecar. Adorei o Post Paulista!

    Olha, eu recebo muitos emails de pessoas com perguntas sobre coisas daqui, faculdade, como funciona isso ou aquilo. Mas geralmente sao pessoas que ja pesquisaram algo mas nao entendem ainda mesmo com as informacoes pesquisadas, o que acho normal acontecer, afinal ateh eu morando aqui dentro fico meio perdida com como certas coisas funcionam. Quando eh assim, eu respondo com prazer. Mas quando vejo que eh alguem com preguica que nao pesquisou nada e quer que eu explique tudo, aih eu ja respondo mais por cima e ja digo, google it. hehe.
    Mas no geral, sao pessoas super bacanas, e que depois me escrevem pra contar o que aconteceu, como estao... eu acho isso bacana. Mas esse caso que aconteceu com voce, realmente, eh uma pessoa meio sem nocao neh.

    Quanto ao stress... to precisando de uma aula dessas. Eu sofro com stress. Eu sou daquelas que guardam, nao mostram que estao estressadas. Entao acaba atacando minha saude. Um perigo. Nao vejo a hora de acabar com minha faculdade de enfermagem. Esse eh o meu maior stress de todos. haha

    Ai Paulista, quanto a amigos... olha, com o tempo fui aprendendo quem eh amigo e quem nao eh. Eu nunca fui de ter amigos, sempre desconfiei de todos, eu dizia que eu era minha melhor amiga. Mas com o tempo fui aprendendo melhor e hoje eu posso, gracas a Deus aproveitar as amizades que tenho. Acho que o segredo eh a gente "classificar" a amizade como graus. Sao varios graus de amizade. E quando aprendi isso eu aprendi a viver melhor e a conviver melhor com as pessoas. Eu sou muito sossegada, nao gosto de pressionar ninguem (nao gosto de ser pushy como muitos brasileiros sao eu odeio isso), nao gosto de julgar, nao cobro, nao fico com ravia, nao vejo pelo em ovo... sabe esse tipo de coisa que muitos fazem? Quando eu vejo gente que pensa negativo demais, que vem me fazer fofoca da vida alheia, ou coisas do tipo, ja corto logo. Nao eh comigo. Essa semana mesmo cortei da minha vida duas pessoas que eu tinha uma amizade virtual e real por causa de coisas que elas faziam que eu nao achava certo. E nem eh raiva nem nada, mas tb nao sou obrigada a ter pessoas no meu facebook soh por educacao neh? Entao deletei, e bloqueei. Gente que faz fofoca dos outros pra gente pode muito bem fazer fofoca nossa pra outros, entao prefiro me manter distante. E eh assim. Nao me abalo mais. hehe. Voce esta certissima!!!!

    Nao sei se esqueci de algo... ah, falando em San Francisco, eu vi uma reportagem no site do Yahoo americano, que San Francisco foi nomeada a melhor cidade pra se morar nos EUA. Sao 10 no total. hehe.

    Beijossss

    ReplyDelete
  2. Eliana, vc já está "vacinada" rsrs começo de trimestre não te assusta mais :)Que bom que vc está gerenciando bem o seu tempo e aproveitando momentos com o marido!!
    Olha, esta do visto (ou o cancelamento do mesmo) já está rodando faz algum tempo. Existe alguns critérios para que o visto entre USA e outro país seja cancelado, e parece que o Brasil atinge a maioria destes critérios. No entanto, mesmo os envolvidos na trama, acreditam que isto não ocorrerá em um futuro próximo, mas que estamos caminhando neste sentido... Tomara! Sobre o casal (folgado, na minha opinião)... Ontem mesmo estava conversando sobre isso com uma amiga. Tem muito brasileiro que vem para cá e acha que tudo é possível. Não faz nehuma pesquisa, e o pior de tudo é achar que temos todas as respostas... Aja paciência! Bjss

    ReplyDelete
  3. Eita pau! mil assuntos, mil sentimentos, "tudo junto e misturado" MESMO!
    Concordo com vc, Paulistana. Muitas vezes devemos guardar pra gente nossos planos, sonhos e sentimentos. É engraçado como as pessoas gostam de focar na vida do outro. O motivo é simples: É mais fácil viver se colocarmos os problemas dos outros na frente dos nossos... Isso serve qnd se é infeliz, mas qnd se é feliz não há nada como FOCAR na nossa própria vida e ir melhorando em todos os sentidos!

    Né não? :)

    ReplyDelete

Post a Comment

Deixe seu comentário, dúvidas, sugestões ou perguntas para a Paulistana na Califórnia!
Seu comentário será lido e respondido assim que possível!
Obrigada!!

Popular posts from this blog

É legal viver ilegal nos EUA?

...

O dia que a professora de espanhol quase enfartou em classe