Eu queria tanto viajar...

Eu fui mordida pelo bicho da viagem sem saber. Desde quando eu me entendo por gente.
Ficava sempre deslumbrada com as aulas de geografia/história e imaginava na minha cabeça ver aqueles lugares ilustrados nos livros ao vivo e a cores. Um dia. Este dia parecia tão distante... enquanto isto eu viajava assistindo o Globo Repórter. Tanta coisa interessante, tanta coisa diferente, tanta coisa para se aprender...
E foi por causa desta vontade de viajar e conhecer que eu me dediquei ao máximo para aprender inglês, como já falei anteriormente.
Mas viajar era muito caro, coisa de gente rica. Fiz pouquíssimas viagens enquanto estava no Brasil, uma para a cidade natal dos meus pais na Bahia e outra para Vitória - ES. Parece uma vergonha mas durante a minha vida inteira só fui uma vez para o litoral paulista, culpa da nossa massante rotina trabalho-escola-casa e a falta de dinheiro...
E aí chegou a oportunidade que tanto esperei e me preparei.... a viagem para fora do Brasil. Para conhecer cultura diferente, língua diferente, pessoas diferentes... para ver os lugares das fotos (pelo menos algumas delas) e aí na minha andança pelo exterior conheci diversos brasileiros de lugares diferentes do Brasil e sabe o que descobri? Você NÃO precisa sair do Brasil para conhecer uma cultura nova, uma língua nova, pessoas novas... o nosso país é tão grande e tão diversificado que podemos dizer que somos vários povos unidos por uma mesma língua, moeda e linhas geográficas.
Ouvindo histórias de pessoas do Sul do País, do Centro-Oeste e do Nordeste eu percebi o quanto somos diferentes e o quanto a nossa cultura é rica e o quanto EU não sabia nada sobre o Brasil... - e a cada história eu adiciono um lugar na minha lista para visitar. Acho uma pena que muitos de nós brasileiros não damos valor para esta riqueza cultural e acabamos supervalorizando a cultura dos outros países - principalmente dos Estados Unidos.
Se eu pudesse (e o meu dinheiro desse) eu exploraria o Brasil inteiro do Norte ao Sul, pra absorver tudo de bom que o nosso país oferece, experimentar comidas novas, aprender novas palavras, escutar histórias incríveis de pessoas comuns, com a vantagem de não haver barreira de comunicação antes de embarcar para o exterior. Porque às vezes dá vergonha conhecer estrangeiro que conhece mais o Brasil do que eu...
Sei que muitos dirão que é caro viajar dentro do nosso país e eu concordo, nós ainda temos um longo caminho para melhorar estruturas que viabilizem o turismo, mas quem sabe com todo este zumzumzum de Copa do Mundo/ Olimpíadas isto mude? Espero que sim!! 
Toda viagem vale a pena, nem que seja para o bairro vizinho ao seu. As pessoas pensam que você cresce, amadurece quando viaja apenas para o exterior e isto não é verdade. Cada viagem tem uma história diferente e traz uma experiência diferente, se você estiver aberto para aprender vai fazê-lo com o seu vizinho, não precisa ir pra Paris. O simples fato de ter um passaporte e um carimbo nele não trasnforma ninguém num ser superior ou intelectualmente/culturalmente elevado.
Então prepare o seu coração, pegue sua mala/mochila e vá explorar o mundo. Ele é menor do que você imagina e começa no primeiro passo depois da porta da sua casa.

Comments

  1. Ameeei o texto e concordo com tudo. Intercâmbio não significa saor do país, mas a troca de experiências e isso a gente pode fazer até no nosso bairro. Nós temos essa mania de desvalorizar nosso país, mas somos riquíssimos e não sabemos. Uma pena.

    ReplyDelete
    Replies
    1. E você ainda que mora em Salvador, deve ter tanta gente diferente por aí! ... eu tenho vontade de conhecer, estes dias estava assistindo um programa de viagem onde o apresentador foi pra lá e comeu acarajé, me deu uma água na boca... vontade de experimentar novamente já que a única vez que comi as minhas primas me sacanearam e me disseram pra pedir quente, ou seja, cheio de pimenta!

      Delete
  2. Olá, bom dia!

    Adorei o seu post! Esse assunto eu defendo bastante e temos uma história inicial parecida: adorava Geografia e não tinha grana pra viajar. Mas, mesmo com toda essa vontade de conhecer outros países, eu fiz questão de conhecer o Brasil primeiro. Por outro lado, eu ainda tenho essa sensação de que conheci só o básico, mesmo tendo ido a pelo menos 20 Estados. Tive um namorado prof. de universidade, cheio de PhD, que vivia falando que conhecia países hispânicos... E aí, eu perguntei: "E do Brasil, o que vc conhece?" - nunca vi uma cara ficar tão sem graça ao responder que só conhecia uma outra cidade da mesma região. Mas ele gostou, porque isso o fez pensar... Eu mesma, quando ando sem grana, faço uma brincadeira de "turistar em casa" (qualquer dia escrevo um post sobre isso, rs!), que consiste em fazer isso o que vc disse: explorar nossa própria cidade, ou a vizinha, com o mesmo entusiasmo de ir pra fora do país! De cara parece estranho, mas com o tempo, a gente vai se tocando que onde estamos tem seus encantos, que muitas vezes deixamos passar batido.
    É mesmo muito caro viajar pelo Brasil, mais do que viajar pela Europa, mesmo com o euro custando quase 4x mais, sai mais em conta ir pro velho continente. E, para uma mulher sozinha, tb acho que aqui é bem mais perigoso do que lá fora, então não me arrisco muito na minha terra, infelizmente.
    Beijoooos!
    M.
    CaseiComOMundo.blogspot.com.br

    ReplyDelete
    Replies
    1. M., você tocou num ponto que eu não havia pensado muito... a questão da segurança do viajante... como mulher entendo bem o que você diz em se sentir segura para viajar sozinha e teria muito medo de andar por alguns lugares sozinha - não somente no Brasil, mas no geral.
      Que bom que você teve/tem a oportunidade de explorar o nosso Brasil!

      Delete
  3. Eu fui picada pelo bicho da viagem recentemente. EU gosto muito de viajar e comparo as viagens como livros, que a gente faz o investimento para o nosso crescimento pessoal.

    K!

    ReplyDelete

Post a Comment

Deixe seu comentário, dúvidas, sugestões ou perguntas para a Paulistana na Califórnia!
Seu comentário será lido e respondido assim que possível!
Obrigada!!

Popular posts from this blog

É legal viver ilegal nos EUA?

...

O dia que a professora de espanhol quase enfartou em classe