São Paulo...

Então nos encontramos novamente. Fazia apenas 1 ano e meio que tínhamos nos visto, depois de longos anos separadas.
Em minha memória haviam doces lembranças da época em que fazíamos parte da vida uma da outra. Dividimos tudo até os meus 25 anos de idade, quando parti. Saí dela, mas ela não saiu de mim. Para onde fui levei comigo o que aprendi passeando por suas ruas, sempre com um olhar desconfiado e um passo apressado. O céu cinza nunca me incomodou. Nunca tinha reparado no seu forte cheiro de gasolina misturado com poeira. O trânsito, sua marca registrada, nunca me preocupou ou irritou. A violência tão presente nos noticiários, nunca impediu que saísse de casa.
Mas São Paulo mudou. Ou será que fui eu que mudei tanto assim?
Tudo pareceu mais caótico, mais cheio, mais triste, mais cinza.
Pela primeira vez, me senti perdida mesmo passando por ruas tão familiares.
Era tanto barulho, tanta gente que mal conseguia escutar os meus pensamentos e o meu coração.
Senti-me solitária, senti vontade de voltar pra casa. E foi aí que percebi, que aquele não era mais o meu lar. Fui tratada como estranha na minha própria cidade. E tudo isto doeu demais.
Acho que São Paulo também sentiu a mesma dor, a dor da nossa separação... porque quando nos despedimos choveu sem parar...

Comments

  1. Você esteve no Brasil? Imagino o choque. Sinceramente, São Paulo nunca foi meu lugar favorito.
    Espero que, apesar de tudo, sua viagem tenha sido prazerosa.
    Beijos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Paula! Estive sim por duas semanas no final de novembro. Foi uma viagem bem diferente do que eu imaginei que seria, muita decepção, mas prefiro recordar e ficar com as coisas boas como ficar tempo com a minha mãe e ver queridos amigos. São Paulo sempre estará em meu coração, mas não é mais o meu lar...

      Delete
  2. Me pergunto se é assim que me sentirei quando voltar para visitar Fortaleza. Uma amiga voltou e disse que a cidade não descia mais na garganta dela..... Ui....

    Gisley Scott | A Exportada

    ReplyDelete
    Replies
    1. Só tem um jeito de saber Gisley... indo até lá e conferir pessoalmente :-). Tenho certeza de que a sua experiência será única e não poderá ser comparada com as experiências de outras pessoas

      Delete

Post a Comment

Deixe seu comentário, dúvidas, sugestões ou perguntas para a Paulistana na Califórnia!
Seu comentário será lido e respondido assim que possível!
Obrigada!!

Popular posts from this blog

É legal viver ilegal nos EUA?

...

O dia que a professora de espanhol quase enfartou em classe