O gringo e o português

A maioria das pessoas quando sabe que o meu marido é "gringo" pergunta se ele fala português. E a resposta é sempre a mesma: "Bom, fome e vontade de ir ao banheiro eu sei que ele não passa no Brasil".
Ele já tinha contato com o português antes de me conhecer porque tinha amigos brasileiros (que só ensinaram palavrões pra ele), e aos poucos foi aprendendo os nomes dos pratos que ele gosta, algumas frases básicas, expressões, etc. Mas nada que pudesse manter uma conversa por mais de 2 minutos com alguém.
Quando a minha mãe veio nos visitar a primeira vez em 2010, ele acabou se vendo numa situação onde foi obrigado a conversar com ela, porque naquela época eu trabalhava e estudava e ele ficava em casa com ela sozinho e a minha mãe sem falar uma palavra em inglês não parava de conversar com ele um minuto se quer! Ele sobreviveu graças ao dicionário do celular :-)
Antes de irmos ao Brasil juntos em 2013 ele pediu para que ensinasse mais pra ele pois não queria perder a oportunidade de se comunicar com minha família e amigos e e dei algumas aulinhas de português pra ele (com lição de casa e tudo) e o vocabulário dele melhorou demais. E ele sobreviveu à viagem ao Brasil.
Depois disto ele desistiu das aulas, mas hoje em dia consegue entender muito conversas do dia a dia (já nem posso falar mal dele no telefone com a minha mãe ;-) ), e isto pra ele está de bom tamanho.
Mas nem todo gringo tem esta vontade de aprender português principalmente porque comparado com o inglês é uma língua muito mais complexa e cheia de regras. Tenta explicar por exemplo para alguém que tenha inglês como língua nativa quando se usa o verbo estar ou o ser...
Tenho amigas que os maridos falam português fluente e outros que nem dizem oi, tudo bem. Vejo que às vezes as amigas dos maridos que não falam português ficam muito frustradas com eles, e meio que querem obrigar  eles a aprenderem o idioma. E eles se recusam e a frustração aumenta... aí já viu onde a história vai parar né?
Agora para aquelas pessoas que conhecem algum gringo interessado em aprender português e não sabe por onde começar, pelo amor de Deus não comece enfiando gramática na cabeça deles! Comece por vocabulário de coisas do interesse da pessoa, como comida, música, lugares e frases básicas do dia-a-dia. Vai introduzindo aos poucos a gramática e se errar, por favor não fiquem corrigindo o tempo inteiro! Conheci um casal que o cara tinha uma boa vontade enorme de aprender português, mas só falava quando a esposa estava longe porque era ela chegar perto começava a corrigir praticamente toda frase que ele falava e isto acaba o constrangendo e ele desistia de falar.
Aprender ou não português vai de cada pessoa, mas uma coisa que é essencial num relacionamento multicultural: o respeito com a cultura e as origens do outro e manter em algum idioma um ótimo nível de comunicação.

Comments

  1. Very true. Meu ex irlandês fala português muito bem, só que ele nunca teve interesse de estudar gramática. Ele simplesmente tinha muitos amigos brasileiros e como já falava espanhol, foi pegando palavras aqui e ali e hoje ele se comunica bem. Agora ele está indo apresentar um trabalho acadêmico em Portugal e eu tive que ser sincera com o moço, né? Pq além de faltar coisas básicas da gramática ele fala certas coisas errado pq acho bonitinho ou pra me chatear e daí de tanto falar errado ele acabou mentalizando como certo, sendo q ele sabia q era errado. Dai que eu disse que se ele não quiser que os portuga riam da cara dele é melhor ir se corrigindo. rs. Resultado: ficou ofendido. Como proceder??

    xx

    ReplyDelete
    Replies
    1. Quando a pessoa está aprendendo as vezes fica um pouco sensível em ter os erros apontados o tempo inteiro, na época que estava aprendendo francês meu marido me corrigia o tempo inteiro e me irritava. Mas você estava apenas ajudando afinal ir para outro país apresentar um trabalho e não aceitar crítica é complicado.

      Delete
  2. O meu já falava português antes de eu conhece-lo, português quase perfeito, acho o máximo, adoro o fato dele poder interagir com minha família e amigos quando vamos ao brasil :D

    ReplyDelete
    Replies
    1. Realmente é um trabalho a menos não ter que ficar traduzindo conversas o tempo todo! Também gosto de ver a interação dele com família e amigos, os laços ficam bem mais fortes.

      Delete

Post a Comment

Deixe seu comentário, dúvidas, sugestões ou perguntas para a Paulistana na Califórnia!
Seu comentário será lido e respondido assim que possível!
Obrigada!!

Popular posts from this blog

É legal viver ilegal nos EUA?

...

O dia que a professora de espanhol quase enfartou em classe