Vivendo o que um dia sonhei.

Hoje meu dia estava uma meleca (pra não dizer outra coisa).
Extremamente cansada fisicamente, emocionalmente e mentalmente tive que me arrastar da cama para estudar para as 2 provas de hoje.
Enquanto me concentrava, lembrei das outras 2 apresentações que tenho para a semana que vem mais o trabalho. No fim, tive que comer qualquer coisa que estava na geladeira. Mal tive tempo de conversar com o meu marido por telefone. Maldito fuso horário.
No caminho pra faculdade todo motorista lento resolveu dirigir à minha frente. E o calor que só aumentava o meu cansaço. Nem eu estava me suportando de tanto mal humor e dor.
Ao sair da sala de aula depois da última prova, vi que uma amiga tinha respondido uma mensagem que mandei dizendo que hoje o dia estava difícil. E a gente começou a filosofar sobre o que é realmente importante nesta vida. Fazer coisas que te deixa feliz. Ponto final. E o que me deixa feliz não é necessariamente o que te deixa feliz. Embora a gente sempre fica tentando fazer a fórmula da felicidade do fulano dar certo na minha vida também.
E caminhando pelo campus passei pelo pátio principal com o mastro das bandeiras americana e do estado da Califórnia. O calor já tinha passado e o céu estava azul, com algumas nuvens levadas pelo vento.
E aí eu sorri.
Sorri porque me lembrei que um dia, há muitos anos eu sonhei muito com o dia em que eu iria aprender inglês. E que iria viajar pelo mundo e conhecer gente nova, culturas diferentes...
E me dei conta ali naqueles segundos que estava em uma faculdade americana, saindo da aula de matemática indo pra minha casa... na Califórnia. Não estou querendo me gabar, mas às vezes a gente precisa parar e pensar que estamos vivendo coisas que um dia sonhamos ou idealizamos. Mesmo no meio do caos, das nossas lutas diárias é importante parar e apreciar o que temos. Aqui isso é chamado de mindfulness, ou viver no momento presente e apreciá-lo. A gente sempre está correndo e com a cabeça cheia de problemas e preocupações que muitas vezes nos esquecemos de viver o hoje e sermos gratos pelo o que temos.
Agora os sonhos são outros e no meu coração tive a paz e a certeza de que eles se realizarão um dia. E se não acontecer, outras coisas que não planejo no momento acontecerão.
Respirei fundo, agradeci a Deus e sorri. Ao invés de me cobrar lembrei das minhas qualidades, vitórias e sonhos realizados até aqui. E isso deu uma energia ótima e o dia que começou ruim, terminou tranquilo e bem.
Na conversa com minha amiga, falamos que devemos fazer o que nos faz feliz e por isso estou aqui. Porque escrever me faz feliz, muito feliz e queria compartilhar esse sentimento bom com mais alguém.

As bandeiras da faculdade


Comments

  1. Ótima sua reflexão! Não tenho muito o que acrescentar, pois concordo com o que você disse. Tantas vezes esquecemos de viver o momento, sendo que lutamos tanto para chegar onde estamos e fazer o que fazemos.
    Que possamos mais vezes parar, desfrutar do momento, fazer uma oração de agradecimento, respirar fundo.
    Um abraço!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada Mari pelo comentário. Às vezes a gente fica na busca incessante por coisas que vão acontecer e que nem sabemos se um dia acontecerão e esquecemos de aproveitar a única coisa que temos: o nosso presente.
      Beijo!

      Delete
  2. Era exatamente o que eu estava precisando ler hoje. Esse calor que está fazendo aqui no Oeste, juntando com tudo que tenho de estudar, as malditas applications que preciso preencher para tentar uma faculdade que vai custar meu rim... Pois é, passei uma semana vendo o lado ruim DE TUDO! Ainda mais porque ainda não estou trabalhando, passo vários dias dentro de casa com o note, os cadernos e esqueço de abrir a janela e olhar aquelas montanhas lindas lá fora.
    Também preciso me focar mais nas coisas boas como nessa epifania que você teve. Ir dar uma volta, ver as bandeiras, as pessoas falando uma língua diferente, me sentir grata por tudo que vem acontecendo, ao invés de só enxergar os problemas.
    Obrigada pelo texto :*

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Kari! Fico feliz que este texto te ajudou de alguma forma. É assim mesmo, a gente às vezes precisa de um pequeno lembrete para aproveitar as nossas conquistas e coisas que temos ao redor.
      Fica tranquila que esta fase complicada passa! Vai dar tudo certo!
      Beijo!

      Delete
  3. Que divagação bonita! Olha, ontem eu estava virada no desespero e cheia de sentimentos ruins, mas nada como um novo dia e um novo olhar, não é mesmo? Estou vivendo em Portugal, mas mês que vem volto para o Brasil e no meio de tanto estresse por ter que lidar por causa de pessoas, hoje olho pela janela as flores da primavera e tudo se acalma a minha volta. Sou grata demais pela experiência que estou tendo com a minha família aqui.

    Vou tentar trazer essa ação de olhar mais pro meu presente no meu dia a dia porque às vezes a vida e os acontecimentos massacram a gente. Mas se formos pensar, sempre temos algo para estarmos grato. Sempre mesmo.

    E viva aos sonhos realizados.

    Beijos :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Larie! Obrigada pelo seu comentário e carinho. Também estou tentando olhar mais para as coisas do agora, dos sonhos realizados... Se ficar esperando sempre para a nova conquista, nunca ficaremos satisfeitos.
      Viva os sonhos realizados e àqueles que irão se realizar também!

      Delete
  4. Que maravilha de texto! Me fez bem ler isso. Obrigada!

    ReplyDelete

Post a Comment

Deixe seu comentário, dúvidas, sugestões ou perguntas para a Paulistana na Califórnia!
Seu comentário será lido e respondido assim que possível!
Obrigada!!