O dia que a professora de espanhol quase enfartou em classe

Só percebi hoje que faz um mês que não atualizo o blog. E não é falta de assunto, é aquela velha história falta de tempo mesmo. Depois que voltei do Brasil já engatou-se uma reforma na cozinha da minha casa e o início das aulas e só agora me organizei.
Estes dias na faculdade estava pensando em escrever um pouco mais sobre vida de estudante por aqui, vai que alguém está precisando de um esclarecimento porque te digo que mesmo neste meio há 4 anos, tem muita coisa que não entendo... mas enfim...
Hoje aconteceu o pesadelo de qualquer professor de idiomas na minha sala de espanhol. Existem muitos nativos de espanhol na minha sala (ou eles cresceram falando espanhol em casa mas não aprenderam gramática ou então só querem ganhar crédito fácil do requisito língua estrangeira) e estamos em uma semana de apresentações sobres diversos temas.
Pois bem, hoje o tema era sobre a vida universitária de alguns países latinos. Aí uma menina que fala espanhol porque os pais são mexicanos foi apresentar uma sessão sobre gírias utilizadas no México e no Chile.
Pois bem, acho que ela não passou o material da apresentação para a professora e esta quase teve um enfarto quando a primeira gíria que ela apresentou foi "corno" referindo-se a qualquer homem. A professora deu um pulo da cadeira e disse que ela não podia nem pronunciar a palavra porque aquilo não significava homem e sim "um cara que tem uma mulher que dormiu com outro cara". Eu não conhecia a palavra mas quando a professora deu o significado, eu quase não consegui parar de rir. Maioria da sala ficou confusa e uma parte de pessoas que falam espanhol ficaram em dúvida do motivo do chilique da professora, já que eles também usam a palavra entre amigos e não sabiam que o termo era ofensivo.
Fiquei com dó da professora e da menina que apresentou que é um amor de pessoa e super certinha. Nos encontramos na saída da faculdade e ela me falou que a professora a chamou de canto e disse pra nunca mais aprensetar nada sem passar por ela, e foi uma grande surpresa porque ela disse que todos os outros mexicanos amigos dela se chamam assim.
Então um conselho pra você que está aprendendo idiomas, antes de sair por aí soltando o verbo, melhor verificar o real significado da palavra e saber se é um termo ofensivo para algum grupo ou não.
Mas que foi engraçado, foi...

Comments

  1. É uma palavra portuguesa tb, você nunca tinha ouvido falar? Alguns homens se cumprimentam usando esse termo, isso entre amigos que tem intimidade e aceitam, não que tenham sido traídos, mas o significado é esse mesmo e é um termo ofensivo. Boa semana!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Kel, a palavra corno é em português, não é a mesma em espanhol, que eu não lembro o que era. As pessoas usam como "brincadeira" mas quem está aprendendo a língua não sabe que pode ofender alguém. Já pensou você ofender alguém sem saber?! acho que eu morreria

      Delete
    2. Entendi errado, desculpas, pensei que você nunca tinha ouvido a palavra no Brasil e que em espanhol era a mesma palavra, já que muitas palavras são parecidas ou ate iguais. Eu também ficaria com vergonha de usar uma palavra ofensiva sem saber o real significado, mas erros acontecem, na próxima vez ela mostrará a professora antes. :)

      Delete
    3. Ah, imagina Kel! Relendo o texto acho que não deixei claro, não escrevi a palavra em espanhol porque não lembro como é hehe. :-)

      Delete
  2. Hahahahahah ai ai... imaginei a cena e ri demais. São essas "pequenas" diferenças idiomáticas que fazem cada confusão. Mas convenhamos que gírias é um terreno um pouco escabroso, a menina se enfiou numa cilada e tanto!
    Um abraço!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Por 2 dias eu não podia olhar pra minha colega que eu ria, tadinha... É bom saber gírias, mas ela deveria ter mostrado o material para a professora né? Imagina a confusão se alguém repete que aprendeu isso na aula de espanhol?!

      Delete
  3. Lia, esse negócio é complicado mesmo, uma vez eu brincando com uma pessoa, chamei ele de prick porque achava que prick e punk era a mesma coisa. Assim como ela, via muita gente falando esse termo back and forth. Depois que fui procurar o que significava,fiquei morrendo de vergonha e quis morrer kkkkkkkkkkkkk!!!!!!!!
    Coisa boa foi que o moço levou na esportiva porque somos amigos! Ele notou que eu não sabia o que ei estava falando, e só ficou rindo descontroladamente rsrsrs!!!
    http://vivendolaforanoseua.blogspot.com/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Pois é, a gente às vezes vê uma pessoa falando algo e acha normal! Eu me questionava muito até mesmo os meus conhecimentos de gramática, porque ouvia americanos falando de jeito diferente que eu aprendi e depois vi que eles quem estavam errado! Ainda bem que ele levou na esportiva, já pensou se não tivesse?

      Delete
  4. No Brasil corno tambem designa alguem traido, homem geralmente, como tambem designa os chifres do boi. Mas essa professora e muito mimizenta, hahaha, nao era assim nada de outro mundo. Eu quero muito fazer um curso ESL, mas aqui na cidadezinha onde moro nao tem, nao que eu saiba pelo menos, alias, ter tem, mas uma fortuna, 1500 dolares POR MES sendo que nem de universidade e. Queria fazer faculdade tambem, mas como com esse meu ingles meia boca? Ta osso.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Lua, obrigada pelo comentário! A palavra em espanhol não é corno, é outra, mas eu não lembro o que é! Não acho que a professora exagerou, já imaginou se alguém vai falar com algum idioso achando que é um apelido e chama a pessoa de corno? Ficaria muito estranho, no mínimo!
      Existem muitas igrejas e bibliotecas, mesmo em cidades pequenas que dão cursos de ESL e alguns até gratuitos! Dá uma pesquisada na sua região. Se onde você mora não tem muitos imigrantes, pode ser que fique mais caro, infelizmente :(, mas não desista! Há tantos recursos na internet, um site/app chamado Duolingo é muito bom!

      Delete
    2. Obrigada! :)
      Sim, levando por esse lado, ate concordo, melhor ter cuidado mesmo, o mundo anda tao sensivel, hahahaha. Eu ate encontrei umas aulinas oferecidas por um pessoal de um igreja, mas era apenas uma vez na semana e apesar de ser grata pelo esforco deles era muito, mas muito fraquinho, duracao de uma hora mas sem rendimento. Eu estou estudando por mim mesma, mas e tao dificil, mais do que um dia eu pudesse imaginar, nao sei se e suficiente para me fazer aprender ingles de fato. Vou pesquisando em universidades daqui, para ver se alguma disponibiliza, vale a pena pegar um emprestimo estudantil para pagar, so nao fiz isso ainda porque o preco desse lugar que nem universidade e esta realmente absurdo, ainda mais para aqui onde moro. Um beijo!

      Delete

Post a Comment

Deixe seu comentário, dúvidas, sugestões ou perguntas para a Paulistana na Califórnia!
Seu comentário será lido e respondido assim que possível!
Obrigada!!

Popular posts from this blog

É legal viver ilegal nos EUA?

...