Que janeiro foi esse?

Não acredito que janeiro já passou... 2017 chegou com tudo trazendo consigo muitas coisas boas mas muitas coisas nem tão boas assim...
Fiquei bem ocupada durante este  primeiro mês do ano com a preparação da casa para a chegada dos meus sogros e tios do meu marido que vieram nos visitar por algumas semanas. É muito bom ter a casa cheia de conversa e risada mas como anfitriã sempre tem muito trabalho para entreter e alimentar os hóspedes.
Na segunda metade de janeiro fomos com meus sogros para o Hawaii e foi muito bom poder descansar e recarregar as energias. Foi nesta viagem que passei alguns momentos sozinha antes do sol  nascer pensando na vida e encontrando respostas para o que estava me tirando o sossego há alguns dias. Fiquei decepcionada porque mais uma vez não foi possível ver a lava do vulcão ativo Kilauea porque estava chovendo muito para descobrir uns dias atras que ele está expelindo literalmente uma cachoeira de lava no Oceano...
Uma coisa incrível e inesperada aconteceu nesta viagem, estava em um supermercado por lá quando encontrei, quer dizer o meu marido encontrou uma amiga minha lá por acaso. Ele comentou que havia ouvido alguém falando português no mercado e a minha amiga que estava ao telefone o viu e o reconheceu!!! Tinha perdido contato com ela porque ela mudou de celular e foi muito bom revê-la. Ela se mudou para o Hawaii há algum tempo e está adorando a vida sossegada por lá, fiquei feliz porque ela tinha acabado de descobrir que estava grávida e compartilhamos alegrias e lágrimas ali mesmo na entrada do supermercado.
Retornar para casa foi retornar para as preocupações que tem invadido a maioria das casas das pessoas nos EUA nas últimas semanas. Ainda custo a acreditar que aquele homem laranja é o atual presidente do país. Não consigo acreditar que existem pessoas que o apoiam, mesmo ele trazendo medo e insegurança para muitas pessoas de bem.
Além de ele tomar atitudes protecionistas e xenofóbicas, fica cutucando países "inimigos" com a vara curta, quero dizer, com 140 letras pelo Twitter... e tem criticado publicamente a mídia e chamando instituições como CNN e New York Times de mídia falsa. Concordo que a forma que muitas coisas apresentadas ao povo americano é baseado em sensacionalismo e terror mas esse tipo de comentário tem basicamente atacado qualquer veículo que publique críticas dirigidas à ele e suas políticas.
Só sei que há um clima de instabilidade muito grande no país e pelo menos na baia de São Francisco tem gerado muitos protestos e indignação.
Vamos ver o que irá acontecer daqui pra frente mas não acredito que ele terminará o mandato de 4 anos...
Esta semana o que me embrulhou o estômago foram as reações das pessoas na internet quanto a morte da esposa do Lula. Sinceramente não entendo como as pessoas podem destilar tanto veneno e maldade quando estão por trás de uma telinha no conforto de sua casa. Independente de sua visão política e sua opinião sobre o Lula uma pessoa faleceu e acho que o mínimo que devemos ter é respeito pela dor do próximo. Li alguns discursos do próprio Lula usando a morte da esposa como desculpa para ataque político e isso é errado também.
2017 eu juro que pensei que você seria melhor do que 2016 mas a julgar por janeiro eu não sei não...

Comments

Popular posts from this blog

É legal viver ilegal nos EUA?

...

O dia que a professora de espanhol quase enfartou em classe