Vou te matar, antes que você me mate!

Tudo começou com uma simples foto. Esta foto que vi em algum lugar da internet.
Fonte: Algum lugar na internet...
 Achei a figura engraçada, dei risada, compartilhei com algumas pessoas. Mas aí deu muita vontade de comer coxinha. E aqui não tem padaria ou lanchonete logo ali na esquina pra matar a vontade de comer de coxinha facilmente. Assim,  a minha saga da coxinha começou...
Diz a lenda que aqui na região do Vale do Silício existem pessoas que vendem coxinha pra festa, até peguei o contato de uma mulher que foi super recomendada, mas eu tinha que matar a vontade imediata, não queria fazer encomenda entende?
Quando bate aquela vontade de comer coxinha tenho apenas duas saídas: ir até o MEU lugar favorito que fica em San Francisco, ou colocar a mão na massa e fazer eu mesma.
Fazer coxinha em casa não é a coisa mais complicada do mundo, mas dá trabalho. Geralmente faço um mutirão com uma amiga brasileira e a gente passa a tarde conversando, dando risada e quando percebemos a coxinha já está pronta. Porém ela está trabalhando em tempo integral atualmente e nossos horários não estão batendo, então contar com a ajuda dela estava fora de cogitação. Por isto a idéia de fazer eu mesma foi abandonada temporariamente.
Esperei pacientemente uma semana desde que a vontade bateu, sonhando todos os dias com aquela coxinha dourada e quentinha em minhas mãos (olha como expatriado sofre!) até que finalmente fui para San Francisco e dei uma parada na lanchonete, contabilizando quantas iria comer ali mesmo e quantas eu iria levar para casa.
Quando cheguei em frente à vitrine dos salgados, quase tive um treco. Estava praticamente vazia. Perguntei para o atendente se eles iriam repor mercadoria e ele apenas disse: "São 3 horas da tarde, fechamos às 5 hoje, o que tínhamos já vendemos, mas tem torta de frango, você quer?". Não moço, eu não quero torta de frango... torta de frango não é a mesma coisa que coxinha...
Juro que quase tive um ataque de choro de tanta decepção... como já estava lá e não tinha almoçado, decidi pedir açaí na tigela, mesmo eu não gostando de açaí. Voltei pra casa tão decepcionada e faminta...
Quando meu marido me recebeu saltitante achando que receberia um pacote com risoles, a vontade de chorar passou e deu lugar à determinação. Estava resoluta a fazer as coxinhas (e risoles) eu mesma! Comprei os ingredientes e peguei um dia esta semana que não tinha nada programado, arregacei as mangas e fiz as benditas coxinhas (e risoles para o maridão). Acabei experimentando uma receita nova que o meu pai que é cozinheiro e faz os melhores salgados do mundo me passou na última vez que estive no Brasil. Deu um trabalho imenso, mas quase chorei de emoção quando tirei as coxinhas prontas do forno.
O melhor disto tudo é que agora eu tenho um freezer cheio de coxinha e quando der a vontade louca novamente, só pegar e esquentar...
Servidos?
Sumiram em menos de 15 minutos :-)

Comments

  1. que delicia heim.. deu mta agua na boca!! amo coxinha=P

    ReplyDelete
    Replies
    1. Coxinha é bom demais né Gisella?? Não é sempre, mas quando dá vontade é bom demais comer uns quitutes!

      Delete
  2. Meu Deus, tua luta com as coxinhas é a minha luta com leite Ninho!!! No meu caso só vai mandando do Brasil mesmo. Entendo o seu sofrer. Não, não é a mesma coisa !!! Só vai aquela delícia pra matar a vontade mesmo!
    Bjos
    Gisley Scott -Blog Querido Deus obg por me exportar

    ReplyDelete
    Replies
    1. Mulher não sofra tanto assim, dá para comprar pelo site da Amazon!

      Delete
  3. Ahhh eu entendo, também tenho esses desejos, é um "sofrimento", rs.
    Eu faço coxinha, mas congelo ela crua, nunca fiz no forno, gostaria da receita do seu pai, caso não se importe. Bjs

    ReplyDelete
    Replies
    1. vou escrever um post, Kel! Eu sempre congelo elas prontas... morro de medo de estragar, sei lá... você é super prendada!

      Delete
  4. Hahaha ameeeeeei esse seu post! Ja fico me imaginando em situacoes como essa... gracas a Deus seu pai te passou essa receita... se puderes... passa a receita? So de olhar a foto da pra ver que estavam crocantes e sem fritar!!! Pireeeei... agora quem vai correndo comprar uma coxinha sou eu. Viu so o que vc fez Paulistana? :-) Beijo!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Desculpa te fazer correr e comprar coxinha! Obrigada pela visita e comentário Bella!

      Delete
  5. Hummm... Delicia!!! hehehehehe... Eu ja passei por isso com pastel. E no meu caso o restaurante ou lanchonete brasileiro mais perto fica em New Orleans, que sao 2hs de distancia de onde moro. Que bom que voce matou quem estava te matando :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Já me deu vontade de comer pastel também Fernanda! Uma vez encontrei na internet a receita pra fazer a massa de pastel, mas nunca tentei. Acho que quando a vontade aperta, a gente tem que dar os nossos pulos! :-)

      Delete
  6. Que delicia!!!
    Menina por coincidência esta semana bateu vontade de "aprender" a fazer coxinha... Rsrs
    Uma que aqui não encontro e também meu márido é alucinado por coxinhas.
    Vi que vc fez no forno?? Não precisou fritar?? Me explica melhor...
    E dês puder passa a receitinhas do seu pai... Rs pode ser por e-mail.
    Beijosssss

    ReplyDelete
  7. Hahahahha. Sei bem como é. Bate aquela vontade de alguma coisa lá da terra, e se a vontade não for "matada" ela vai matando aos poucos! Que bom pela determinação. Acho que eu teria tido uma crise de choro na lanchonete mesmo, isso é extremamente decepcionante! Rs

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Mari! Que bom ver você de volta! Se não estivesse com a minha amiga, juro que teria chorado! O bom de ter feito é que agora quando a vontade bater é só esquentar :-)

      Delete

Post a Comment

Deixe seu comentário, dúvidas, sugestões ou perguntas para a Paulistana na Califórnia!
Seu comentário será lido e respondido assim que possível!
Obrigada!!

Popular posts from this blog

É legal viver ilegal nos EUA?

...

O dia que a professora de espanhol quase enfartou em classe